O que você precisa saber saber sobre escritura de compra e venda de imóvel


Adquirir um imóvel é algo que envolve muita burocracia e é comum que surjam diversas dúvidas no processo. Hoje, vamos esclarecer as mais comuns sobre a escritura pública de compra e venda imobiliária.


O que é a escritura?

É um documento público, feito no cartório de notas, por um tabelião, onde consta itens como: nome do comprador, nome do vendedor, localização do imóvel, o valor do imóvel vendido, etc.


Quem faz a escritura?

O Tabelião, no Cartório de Notas.


Para que serve a escritura do imóvel?

Ela serve para dar publicidade e atestar a validade formal da compra e venda, sendo um ato obrigatório na maior parte dos casos. Nela, também consta se o imóvel foi vendido à prazo, à vista, se há hipoteca ou alienação fiduciária, quando o comprador terá a posse do imóvel... Mas o que, infelizmente, ainda gera muita confusão é que as pessoas pensam que só fazer a escritura já torna a pessoa pessoa proprietária do imóvel, o que não é verdade! Para isso, é necessário o registro dela no Cartório de Registro de Imóveis.


Qual a diferença entre escritura e registro?

A escritura é feita no Cartório de Notas, já o registro é o ato que transfere a propriedade do vendedor para o comprador no Cartório de Registro de Imóveis.


Qual o valor da escritura?

A escritura de compra e venda imobiliária tem o valor progressivo. Ou seja, quanto mais caro o imóvel, maior o valor da escritura. Vale lembrar que esse valor varia de um estado para outro, pois cada um tem sua tabela, que é atualizada a cada ano. Mas, a título de curiosidade e exemplo, a escritura de um imóvel vendido por R$130.000,00 em 2020 em Minas Gerais custa R$2.385,68.


Há casos em que a escritura pública não é obrigatória. Consulte um Advogado Especialista em Direito Imobiliário.


Laís Gonçalves é Advogada e Consultora em Direito Imobiliário e atende todo o Brasil.

Email: lais.goncalves@outlook.com


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Quando é possível fazer um inventário em cartório?

O inventário é o procedimento necessário para que os herdeiros dividam os bens recebidos em razão do falecimento de um parente e depois possam registrá-los em seu nome, além de pagar as dívidas que el

Dia Internacional da Mulher e o Mercado Imobiliário

Dona de Casa? Sim! Com contrato, escritura e registro. O papel das mulheres no mercado imobiliário está cada vez maior e relevante, seja como corretora de imóveis, advogada imobiliarista, engenheira,