Villa Iracema em Juiz de Fora tem restauro concluído


Você sabia que a Villa Iracema foi a primeira residência de Juiz de Fora construída com piscina? Essa é só uma das curiosidades envolvendo esse lindo solar situado na parte baixa da Rua Espírito Santo.


Construído no período entre 1914 a 1918 pelo arquiteto Rafael Arcuri, o imóvel anteriormente denominado de Villa Olympia, em homenagem a primeira proprietária, é considerado um dos raros imóveis da cidade - e porque não dizer, do Brasil - no estilo Art-Nouveau. Com um luxo incomum para a época, representa o estilo da elite urbana emergente do início do Século XX.


Pelo notório estado de abandono durante muitos anos, foi instaurado um inquérito civil pelo Ministério Público de Minas Gerais para apurar irregularidades pela má-conservação do bem.


O casarão é tombado pela Prefeitura de Juiz de Fora desde 1999, mas só em 2018 o restauro foi iniciado pelo atual proprietário, o Instituto Oncológico (Hospital 9 de Julho) e finalmente concluído esse mês.


Um imóvel que resistiu bravamente ao tempo. Já abrigou uma pensão, uma construtora e até sede provisória de Rede Ferroviária Federal. Dona Iracema, falecida em 1989 aos 90 anos, certamente, onde quer que esteja, está feliz em ver sua antiga casa reluzindo novamente. Que assim continue por muitos anos para que mais gerações possam ter contato com um importante capítulo da história da cidade.


Você já tinha reparado nesse imóvel passando por lá?


Compartilhe com um amigo que vai gostar de saber dessas curiosidades!


Laís Gonçalves é Advogada e Consultora em Direito Imobiliário em Juiz de Fora e atende todo o Brasil.


Fontes: Prefeitura de Juiz de Fora, Tribuna de Minas, "Núcleo Histórico da rua Espírito Santo" de Patrícia Falco Genovez.


Imagens: 1 - Acervo pessoal Laís Gonçalves; 2 - Marcelo Ribeiro (Tribuna de Minas); 3 - Acervo Jorge Couri/Blog “Resgatando o passado”.


Laís Gonçalves é Advogada e Consultora em Direito Imobiliário em Juiz de Fora e atende todo o Brasil.




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Quando é possível fazer um inventário em cartório?

O inventário é o procedimento necessário para que os herdeiros dividam os bens recebidos em razão do falecimento de um parente e depois possam registrá-los em seu nome, além de pagar as dívidas que el

Dia Internacional da Mulher e o Mercado Imobiliário

Dona de Casa? Sim! Com contrato, escritura e registro. O papel das mulheres no mercado imobiliário está cada vez maior e relevante, seja como corretora de imóveis, advogada imobiliarista, engenheira,